Caridade


A caridade é o puro amor de Cristo. É o amor que Cristo tem pelos filhos dos homens e que estes devem ter uns pelos outros. É o mais elevado, o mais nobre e o mais forte tipo de amor e o que dá mais alegria à alma (ver 1 Néfi 11:23).

Informações Adicionais

A caridade é “o puro amor de Cristo”, ou “amor eterno” (Morôni 7:47; 8:17). O profeta Mórmon ensinou que “a caridade é sofredora e é benigna e não é invejosa e não se ensoberbece; não busca seus interesses, não se irrita facilmente, não suspeita mal e não se regozija com a iniquidade, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (Morôni 7:45; ver também I Coríntios 13:4–7).

Jesus Cristo é o exemplo perfeito de caridade. Em Seu ministério mortal, Ele sempre “andou fazendo o bem”, ensinando o evangelho e demonstrando terna compaixão pelos pobres, aflitos e desesperados (ver Mateus 4:23; Marcos 6:6; Atos 10:38). Sua expressão máxima de caridade foi Sua Expiação infinita. Ele disse: “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos” (João 15:13). Esse foi o mais grandioso ato de longanimidade, bondade e altruísmo que já existiu.

O Salvador quer que todas as pessoas recebam Seu amor e o compartilhem com outros. Ele declarou a Seus discípulos: “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (João 13:34–35). Nos seus relacionamentos com familiares e outras pessoas, os seguidores de Cristo têm o Salvador como seu exemplo e se empenham para amar como Ele ama, com compaixão, paciência e misericórdia infalíveis.

Ver também Amor; Serviço

Ver Mais

Referências das Escrituras

Mateus 25:31-46
 
I João 4:18
 
Éter 12:33-34
 
Morôni 7:46-48
 
Doutrina e Convênios 12:8; 34:3; 121:45
 

Mais Materiais para Estudo