• Home
  • Recursos para Deficiência
  • Ajuda para Mães de Filhos com Deficiências

Ajuda para Mães de Filhos com Deficiências

mãe e filha fazendo um assado juntas

Como muitas outras, talvez você se sinta despreparada para os desafios de criar um filho deficiente. Somos lembrados em “A Família: Proclamação ao Mundo” (A Liahona, janeiro de 1996, p. 114) que a responsabilidade primordial da mãe é cuidar dos filhos. Por isso o Senhor abençoou as mães com a visão e o entendimento necessários para tomar decisões com respeito ao bem-estar de seus filhos.

Lembre-se, aprender a criar um filho com deficiência é um processo, não um evento. Pode levar tempo para ajustar-se às exigências e aos desafios e para aprender a cuidar deste filho específico. Essas exigências podem mudar à medida que as necessidades do filho mudam, assim como as exigências mudam para todos os filhos quando eles crescem.

Em geral, as mães se sentem responsáveis pela felicidade e sucesso de todos da família. Pode ser muito desafiador equilibrar as necessidades de um filho, as necessidades dos outros familiares e suas próprias necessidades referentes à saúde e bem-estar.

Lembre-se de que Deus ama você e seus filhos. Ele jamais vai abandoná-la. Ele pode dar-lhes forças e orientação.

Os acontecimentos difíceis e dolorosos da mortalidade não são uma evidência de que Deus esteja punindo ou rejeitando você ou seu filho. Até o Filho Amado de Deus passou por tristezas e dores na mortalidade (ver Isaías 53:3). Embora Deus não nos tenha revelado todas as coisas agora, você pode confiar que Ele é um Deus amoroso que se importa com você e com seu filho.

Outras Sugestões

  • Aconselhe-se frequentemente com seu marido, se for casada. Se estiver criando os filhos sozinha, busque o apoio de outros familiares e dos líderes do sacerdócio.
  • Procure entendimento e conselho de profissionais qualificados em relação a seu filho.
  • Não exclua ou isole seu cônjuge do cuidado de seu filho. A Proclamação sobre a Família instrui: “O pai e a mãe têm a obrigação de ajudar-se mutuamente, como parceiros iguais” (A Liahona, novembro de 1995, p. 102).
  • Reserve um tempo para renovar-se espiritual, física e emocionalmente. Cuidar de um filho com deficiência às vezes pode ser exaustivo. Lembre-se de que o Senhor não exige que você corra mais rápido do que lhe permitam suas forças (ver Mosias 4:27; D&C 10:4).
  • Aceite que talvez você não consiga atender a todas as necessidades de seu filho sozinha. Criar uma criança com deficiência exige os esforços de uma equipe. Pode exigir o envolvimento e as habilidades de muitas pessoas em cada estágio de desenvolvimento da criança. Aceite ajuda e sugestões de outros que se importam.
  • Se você tiver outros filhos, ajude-os a entender a deficiência, a causa do comportamento da criança e as necessidades da criança com a deficiência. Eles podem, às vezes, lidar com sentimentos confusos. Ajude-os a se sentirem à vontade para expressar e compreender seus próprios sentimentos sobre a família e a deficiência. Encontre tempo para ouvir.
  • Em espírito de oração encontre maneiras de fortalecer a si mesma, seu casamento e sua vida familiar.
  • Esforce-se para manter sua família em equilíbrio.

Recursos Adicionais

  • Behold Thy Mother”, Thomas S. Monson, A Liahona, abril de 1998, p. 3
  • Não Somos Todas Mães?” Sheri L. Dew, A Liahona, janeiro de 2002, pp. 112–114; e Ensign, novembro de 2001, pp. 96–98
  • Because She Is a Mother”, Jeffrey R. Holland, Ensign, maio de 1997, p. 35
  • “‘Olhai para Vossas Criancinhas’”, Gordon B. Hinckley, A Liahona, março de 2001, pp. 2–7; Ensign, junho de 2001, pp. 2–5

Site Adicional

O site a seguir não é mantido ou controlado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas fornecido como recurso adicional.