Perda Auditiva e Surdez

casal cantando

Compreender a Perda Auditiva e Surdez

A perda auditiva pode variar de uma pequena perda até a surdez completa. Algumas pessoas podem usar aparelhos auditivos. Algumas pessoas com perda auditiva usam a linguagem de sinais para comunicar-se, outras leem lábios e conseguem falar e algumas usam os dois métodos.

As pessoas com perda auditiva enfrentam dificuldades de comunicação, principalmente em multidões. Essa dificuldade pode resultar em sentimentos de solidão, frustração, raiva, baixa autoestima, desesperança e depressão.

Maneiras de Ajudar

  • Converse com a pessoa e com a família para avaliar as necessidades e determinar quais recursos estão à disposição. Compreenda que as habilidades de leitura e de escrita da pessoa podem ser diferentes da habilidade que ela tem em comunicar-se com a linguagem de sinais.
  • Converse com a pessoa, com a família ou com o prestador de cuidados para saber como a pessoa se comunica, como ela aprende melhor e que ajuda é necessária a fim de fazer com que ela participe e aprenda. Essas informações irão ajudá-lo a decidir qual é a melhor maneira de atender às necessidades dos membros.
  • Faça todo o possível para ajudar as pessoas com perda auditiva e surdez a interagir com outros membros a fim de ajudá-los a entender o que está sendo dito e a compartilhar seus pensamentos e sentimentos. A ajuda para pessoas que são deficientes auditivas ou surdas pode incluir:
    • • Aparelhos auditivos
    • • Microfones
    • • Sistemas de transmissão FM
    • • Closed caption, legendas “queimadas no vídeo”, legendas em tempo real
    • • Utilização de linguagem de sinais e intérpretes, se a pessoa souber usar sinais

Dicas de Ensino

  • Encontre meios de comunicar-se. Escreva palavras ou desenha gravuras em uma folha de papel. Use um processador de texto ou computador. Se necessário ou útil, peça a alguém que faça anotações.
  • Olhe diretamente para a pessoa e fale normalmente. Se a pessoa não entender uma palavra, repita a palavra ou use outra palavra que signifique a mesma coisa. Não fale alto.
  • Encontre maneiras de apresentar as informações visualmente. Por exemplo: use gravuras, um projetor, pôsteres ou um quadro branco. Certifique-se de que a pessoa tenha tempo para ler antes de continuar. As pessoas com perda auditiva em geral dependem de meios visuais para aprender.
  • Apresente e explique o vocabulário. Revise as palavras novas e as informações com frequência.
  • Pergunte se sua capela está equipada com sistemas de amplificação e aparelhos de som.
  • Use closed-caption (legendas para deficientes auditivos) ou outro tipo de legenda quando disponíveis. Assegure-se de que o equipamento seja instalado antes do início da reunião.
  • Descubra como a família ou o prestador de cuidados se comunicam com a pessoa.

Voltar ao Topo


Pessoas Surdas que Utilizam a Linguagem de Sinais

Se houver um membro de sua ala que seja surdo e utilize a linguagem de sinais, considere as seguintes sugestões para ajudá-lo a sentir-se bem-vindo e aceito na ala:

  • Olhe para a pessoa quando ela faz os sinais e fale diretamente com ela. Não volte toda a atenção para o intérprete.
  • Considere a possibilidade de criar uma classe de linguagem de sinais em âmbito de ala ou estaca.
  • Encaminhe-os para os materiais em linguagem de sinais no site asl.LDS.org
  • Em grupos, as pessoas que são deficientes auditivos ou surdas e seus intérpretes podem “ouvir” apenas uma pessoa de cada vez. Você terá de fazer pausas longas o suficiente para o intérprete terminar antes de esperar que a pessoa lhe responda.
  • Certifique-se de que a iluminação seja apropriada para que a pessoa tenha uma visão clara de quem está falando ou do intérprete. Evite que a pessoa que está falando fique em frente à janela ou à luz brilhante que faça sombra em seu rosto. Traga uma lanterna quando você escurecer a sala.
  • Saiba que existem vários dispositivos (como TDD [Telefone de Texto], mensagem de texto em telefones celulares ou pagers eletrônicos) ou serviço de intermediação surdo-ouvinte (telefone ou videofone) que podem ajudar membros com perda auditiva a se comunicarem pelo telefone. Alguns aparelhos podem estar à disposição para uso nos edifícios da Igreja e podem ser pedidos por membros da presidência da estaca, pelo representante do patrimônio da estaca ou pelo supervisor de manutenção multiestacas.

Intérpretes

  • Encontre um intérprete, se possível. Procure ajuda de membros da ala, líderes do sacerdócio, missionários que retornaram de missões de serviço entre surdos, familiares, órgãos comunitários e programas de formação de intérpretes. Se os pais ou familiares forem os únicos intérpretes regulares, geralmente é sensato procurar outras pessoas para interpretar. Isso dá às pessoas surdas outro meio de interagir com os outros e pode aliviar as demandas dos familiares, que em geral se encontram sobrecarregados.
  • Faça uma lista de intérpretes qualificados. Solicite aos líderes locais do sacerdócio, nomes para acrescentar à sua lista.
  • Se necessário, assegure-se de que o intérprete tenha acesso aos sinais exclusivos do evangelho e da organização da Igreja (ver Interpreting for Deaf Members [33735] e Dictionary of Sign Language Terms for The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints, livro [31121] e fita de vídeo [54158 010]).
  • Cuide para que a pessoa e o intérprete sentem-se perto do professor ou do orador, mas não em um local que distraia outros membros da classe ou da congregação.
  • Para uma pessoa com perda total da audição e visão, providencie um intérprete experiente para ajudar. Entretanto, você pode conseguir se comunicar desenhando simples letras de forma maiúsculas com seu dedo na palma da mão da pessoa. Dê uma pausa após cada palavra e uma pausa maior após cada frase. E ainda, se a pessoa conhecer a linguagem de sinais, ela pode tocar suas mãos enquanto você faz os sinais.

Voltar ao Topo

Registros de Membro da Igreja

Os membros que usam linguagem de sinais e suas famílias podem escolher que seu registro de membro da Igreja fique em um dos seguintes locais:

  1. Na ala onde moram
  2. Uma ala anfitriã escolhida dentro de uma área geográfica para a qual um grupo de surdos é designado.
  3. Uma ala ou um ramo organizado para membros que usam linguagem de sinais.

Recursos Adicionais

Sites Adicionais

Os sites a seguir não são mantidos ou controlados por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mas fornecidos como recurso adicional.

Voltar ao Topo