Sociedade de Socorro


Todas as mulheres adultas da Igreja são membros da Sociedade de Socorro. O Profeta Joseph Smith organizou a Sociedade de Socorro, em 17 de março de 1842. Ele ensinou que a Sociedade de Socorro havia sido organizada para “socorrer os pobres, os desamparados, a viúva e o órfão e colocar em prática todos os propósitos benevolentes”. Além disso, ensinou que a Sociedade de Socorro existia “não apenas para socorrer os pobres, mas para salvar almas”. A maior parte do trabalho da Sociedade de Socorro atualmente é “cuidar do bem-estar espiritual e da salvação (…) de todas as mulheres que pertencem à Igreja”. A Sociedade de Socorro foi “criada por Deus, autorizada por Deus, instituída por Deus e ordenada por Deus”. Ela funciona sob a direção dos líderes do sacerdócio. (Ver Manual 2, 9.1.2.)

Informações Adicionais

O propósito da Sociedade de Socorro é ajudar a preparar as mulheres para as bênçãos da vida eterna, ajudando-as a aumentar a fé e retidão pessoal, fortalecer a família e o lar, e auxiliar os necessitados. As mulheres cumprem esses propósitos ao buscar, receber e agir de acordo com a revelação pessoal em sua vida. A Sociedade de Socorro cumpre esses propósitos por meio das aulas do evangelho aos domingos e de outras reuniões, do trabalho de professoras visitantes, do serviço de bem-estar e do serviço de solidariedade. (ver Manual 2, capítulo 9.).

Na primeira reunião da Sociedade de Socorro, a Irmã Emma Smith disse: “Faremos algo extraordinário”. A história da Sociedade de Socorro está repleta de exemplos de mulheres comuns que realizaram coisas extraordinárias, ao exercerem fé no Pai Celestial e em Jesus Cristo. (Ver Filhas em Meu Reino, página xi.)

Ao participarem da Sociedade de Socorro, as mulheres servem como valorosas discípulas de Jesus Cristo no trabalho de salvação. Elas trabalham ao lado dos homens que possuem o sacerdócio. Por meio da Sociedade de Socorro, as mulheres praticam ser discípulas de Cristo. As mulheres esforçam-se para aprender o que o Senhor quer que aprendam, fazer o que Ele quer que façam e tornar-se o que Ele quer que se tornem. (Ver Filhas em Meu Reino, página 7.)

Em uma das primeiras reuniões da Sociedade de Socorro Feminina de Nauvoo, Joseph Smith admoestou as irmãs a “viverem de modo que estejam à altura de seus privilégios”. As irmãs da Igreja têm sido ensinadas a viver de modo que estejam à altura de seu potencial divino, cumprindo os desígnios de Deus para elas. Ao compreender quem realmente são — filhas de Deus — elas atingem seu potencial como mulheres santas. Tendo sido criada como parte integral da Restauração do evangelho de Jesus Cristo,, a Sociedade de Socorro ajuda as mulheres santos dos últimos dias a viverem de modo que estejam à altura de seus privilégios. Por meio dessa organização, as irmãs adquirem uma visão e segurança de sua identidade como filhas de Deus. Também recebem oportunidades de servir e a orientação e a autoridade de que necessitam para cumprir tais responsabilidades. (Ver Filhas em Meu Reino, página 185.)

Ver Mais

Referências das Escrituras

Doutrina e Convênios 25:1
 
Mosias 4:26
 
Alma 56:47-48
 
Romanos 16:1-2
 
I Coríntios 13:8
 

Ver Mais

Ensinamentos dos Profetas