• Home
  • LDS.org
  • Aprender a Ensinar “Vem, e Segue-Me”

Aprender a Ensinar “Vem, e Segue-Me”

Os líderes e professores trocam ideias sobre como criar experiências positivas de aprendizado do evangelho.


Danielle Forbush, do Colorado, EUA, é professora da escola dominical em uma das estacas que testou Vem, e Segue-Me no ano passado. Sua experiência mostrou-lhe que preparar-se com o Espírito e fazer perguntas inspiradas levaram a algumas experiências marcantes de aprendizado do evangelho.

Como a irmã Forbush, professores e líderes no mundo inteiro estão vendo por si mesmos que aprender a ensinar como o Salvador ensinou causa um impacto profundo na vida dos jovens. Muitos desses professores estão compartilhando ideias que podem levar a contínuas experiências inspiradas em sala de aula.

Preparação Espiritual

Tanto os professores como os jovens estão vindo preparados para aprender pelo Espírito, e os frutos de sua preparação são evidentes. Uma professora das Moças, Tee Williams, ficava nervosa no começo porque não conseguia pensar em nenhuma pergunta instigante para a sua aula, mas o Senhor a abençoou quando ela se preparou espiritualmente. “Jejuar, orar, assistir a vídeos de treinamento e ouvir os discursos online foram fundamentais na minha preparação”, disse ela. “As coisas fluíram naturalmente. Foi incrível como pensamentos e experiências pessoais vieram à mente durante aquele momento de ensino.”

Dica: Enquanto estiver ensinando, lembre-se de que o Espírito é o verdadeiro professor. Adapte o ensino em resposta ao Espírito e às necessidades e interesses dos jovens.

Ao incentivar a participação dos jovens, não se surpreenda se a aula não transcorrer como planejado. Um professor dos Rapazes, Caleb Carter, de Montana, EUA, descreve como foi a primeira aula: “Acabamos falando sobre as perguntas que os meninos tinham e não consegui dar toda a lição. Mas esse é o ponto, não é?”

Incentivar a Participação

Uma das melhores maneiras de os professores incentivarem a participação é fazer perguntas instigantes. Trevor Atkison, professor de Idaho, EUA, recomenda que os professores “preparem-se e façam perguntas inspiradas, e depois não tenham medo do silêncio, enquanto os alunos pensam e o Espírito fala. Logo que alguém fizer um comentário, virão outros.”

Dica: Se os alunos não responderem imediatamente, seja paciente. Pode levar tempo até que os jovens se sintam à vontade para compartilhar seus sentimentos na frente da classe.

Como recorda um rapaz que participou do programa piloto: “O silêncio que se ouve quando ninguém tem uma resposta é bom. (…) Algumas das melhores experiências que já ouvi vieram após alguns minutos de espera.”

 

Clique para baixar este vídeo: Pequeno | Médio | Grande

Edyth Matthews, professor do Wyoming, EUA, aconselha: “Ore, estude e busque. Esteja preparado. Depois, conheça realmente os seus jovens. Descubra como é a vida deles e suas dificuldades. Ensine coisas que vão ajudá-los em suas situações específicas. Eles vão se abrir, participar e aprender. Acho que ensinar como o Salvador ensinou significa ensinar com amor.”

Tirar Proveito da Tecnologia

Tire proveito da tecnologia para ajudar seus alunos. A irmã Forbush começou a enviar e-mails aos jovens durante a semana para lembrá-los das metas ou compromissos que haviam assumido. Outros professores poderiam enviar mensagem de textos de incentivo. Você também pode conectar-se com os jovens que você ensina nas redes sociais.

Dica: Evite possíveis problemas de conexão com a Internet e baixe os vídeos e materiais com antecedência. Imprima os discursos ou grave um DVD de vídeos que poderiam ser usados. Veja “Mostrar Vídeos” para aprender mais sobre o compartilhamento de multimídia.

“Utilize os vídeos e as ferramentas online que a Igreja oferece”, sugere a irmã Forbush. “Os jovens estão familiarizados com essas ferramentas, e elas podem tornar-se uma ótima maneira de os jovens ficarem conectados durante a semana.”

Aconselhar-se Mutuamente

Com o tempo, os líderes e professores terão mais oportunidades de discutir as aulas e serão capazes de aprender e incorporar as ideias de ensino uns dos outros. Aconselhe-se com outros professores, líderes e pais sobre as necessidades dos jovens. Juntos vocês podem criar uma experiência de aprendizado mais significativa com base no que os jovens estão aprendendo em casa, na Igreja e no seminário.

Dica: Converse com os pais. Diga-lhes como eles podem usar os vídeos e outras ferramentas online para falar em casa sobre as mesmas coisas que os jovens estão assistindo e debatendo na Igreja.

“O aprendizado para a conversão é um processo contínuo de saber, fazer e tornar-se”, disse o Presidente Geral da Escola Dominical, irmão Russell T. Osguthorpe.

“Quando ensinamos a verdadeira doutrina, ajudamos o aluno a obter conhecimento. Quando convidamos as pessoas a agir, nós as ajudamos a executar ou viver a doutrina. E quando chegam as bênçãos que o Senhor prometeu, somos mudados.”