New Experience
    Jovens Menu

    Cinco locais para olhar quando a esperança se for

    Charlotte Larcabal Church Magazines

    A esperança nunca se vai; você só tem que saber onde olhar.

    “Esperança é a coisa com penas —
    Que se empoleira na alma —
    E canta um som sem palavras —
    E nunca, mas nunca, para.”

    — Emily Dickinson1

    Já se sentiu como se a esperança usasse suas penas e voasse para o mais longe possível de você? Como se uma perda, um trauma ou um desejo insatisfeito por muito tempo lhe tirasse a possibilidade de ter o mínimo de esperança?

    Talvez já tenha vivenciado o cinismo crescente no mundo ao seu redor. Ou talvez tenha sentido o peso melancólico da desesperança em você mesmo. Creio que em algum momento, provavelmente em vários pontos da vida, isso acontece com todos. E ainda que a tentação de penetrar no lodo do desespero possa ser amargamente atraente, a esperança é a “âncora da alma” (Hebreus 6:19), e precisamos dessa âncora!

    Mas não importa o quanto as coisas pareçam sombrias, a esperança pode sempre ser encontrada. A esperança existe por si mesma porque Jesus Cristo sofreu a Expiação infinita. A esperança é tão infinita quanto Sua Expiação, para que ela verdadeiramente nunca — jamais — pare.

    Onde você encontra uma esperança inabalável quando está cercado pelo desespero? Aqui estão cinco lugares para olhar quando a esperança se for.

    1. Olhe para o passado.

    Nas horas mais sombrias, o presente pode parecer lamentavelmente vazio e o futuro um abismo turbulento que nos causa grande temor. Ao se sentir sem esperança, talvez não consiga nem pensar que as coisas vão melhorar.

    Então, quando olhar para o futuro for muito difícil, olhe para o passado. Lembre-se dos momentos em que sentiu paz e alegria. Recorde-se de quando sentiu o Espírito, das ocasiões em que se sentiu amado e feliz. Mas lembre-se dos tempos difíceis também. Pense em ocasiões em que teve dúvidas, dor e desalento e se lembre de que conseguiu superar isso tudo.

    “Por Deus ter sido fiel e cumprido Suas promessas no passado, podemos esperar, confiantes, que Deus cumprirá Suas promessas também no presente e no futuro”, disse o élder Dieter F. Uchtdorf, quando servia na Primeira Presidência, (“O poder infinito da esperança”, A Liahona, novembro de 2008, p. 23). Podemos afastar o temor do futuro ao olharmos para o passado.

    2. Olhe para dentro de si mesmo.

    Respire fundo. Sinta seu pulso. Observe os pensamentos que passam por sua mente. Se pode se mover e pensar — se você ainda existe — há poder dentro de você para levar a efeito muita retidão (ver Doutrina e Convênios 58:27–28). Você está vivo, e isso significa que tem o poder de fazer mudanças e encontrar propósito e paz novamente. Você pode encontrar esperança em sua própria existência porque é filho — ou filha — de Deus, abençoado com vida, arbítrio e força. Cada batida em seu peito e todos os seus pensamentos são provas de que há esperança.

    3. Procure alguém que precisa de sua ajuda.

    Reservar tempo para descansar e recarregar as energias é importante, mas quando a desesperança chega, pode ser tentador cuidar excessivamente de si mesmo, o que, ironicamente, pode piorar o problema. “Talvez o motivo pelo qual não temos mais esperança é porque não damos suficiente esperança para outros”, disse o élder John H. Groberg, setenta autoridade geral emérita. “Se quisermos mais esperança, vamos dar mais esperança a outras pessoas — incentivar mais os outros” (“There Is Always Hope”, devocional da Universidade Brigham Young, 3 de junho de 1984).

    Se estiver se sentindo sem esperança, olhe para fora de si mesmo e encontre alguém para edificar. “Os que levam luz à vida de outras pessoas não podem impedir que ela brilhe para eles mesmos”, escreveu J. M. Barrie, autor de Peter Pan.2

    4. Olhe o exemplo de vida de alguém.

    A vida é dura. Essa é uma verdade universal. Muitas pessoas enfrentaram e venceram grandes adversidades. Leia ou ouça as histórias delas e deixe que sejam um exemplo para você ao buscar ter esperança novamente.

    Um lugar fácil de começar é nas escrituras, que foram escritas para que “tenhamos esperança” (Romanos 15:4). Joseph Smith manteve a esperança mesmo durante as adversidades que o fizeram clamar em sua cela de prisão, “Ó Deus, onde estás?” (Doutrina e Convênios 121:1). Alma, o filho, encontrou esperança mesmo depois de se lembrar de todos os seus pecados e se sentir “atormentado com as penas do inferno” (Alma 36:13). E até mesmo quando estava sendo queimado pelo rei Noé, as últimas palavras de Abinádi ressoavam sua firme e inabalável esperança: “Ó Deus, recebe a minha alma” (Mosias 17:19). Como essas pessoas tiveram esperança mesmo nas situações mais desesperadoras? O que você pode aprender a respeito da esperança com o exemplo delas?

    5. Olhe para o Salvador.

    Olhar para Cristo é a maneira mais segura de encontrar esperança, porque Ele pode nos levar “de novo para uma viva esperança” (1 Pedro 1:3). Graças a Seu sacrifício, Jesus Cristo tem poder sobre toda perda, todo pecado e sobre a morte. Ele tem o poder de elevar, ressuscitar e restaurar. Ele é a fonte suprema de esperança.

    Fortaleça sua fé em Jesus Cristo, lendo e vivendo Seus ensinamentos, e sua esperança vai aumentar (ver Alma 25:16; Éter 12:9). Quando você olhar para o Salvador, “Ele vai fazer tudo que está em Seu poder para incentivá-lo, elevá-lo, dar-lhe esperança, ajudá-lo de todas as formas possíveis, para que, com ‘firmeza em Cristo’, você possa alcançar o ‘perfeito esplendor de esperança’ e então, o desânimo e o desespero desaparecerão “disse o élder Groberg (“There Is Always Hope”).

    Notas

    1. Complete Poems of Emily Dickinson, ed. Thomas H. Johnson, 1951, p. 116.
    2. J. M. Barrie, A Window in Thrums,1917, p. 137.

    Erro no envio do formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

     
    1000 caracteres restantes

    Compartilhe sua experiência