Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Tem Bom Ânimo

Jeanne Newman Burgon

Um versículo em um cartão transformou o meu medo em coragem.

Meu pai, Parley W. Newman, serviu como paraquedista na Segunda Guerra Mundial. Ele pulou de paraquedas, mais de uma vez, atrás das linhas inimigas no sul do Pacífico e sob fogo. Ele perdeu em combate amigos próximos e às vezes ele mesmo ficava ferido.

Quando eu era criança, sofri com muito medo dos males do mundo. Meus bons pais se esforçaram muito para me ajudar a superar esses medos, mas meus temores persistiram.

Em uma noite, meu pai veio até o meu quarto e me contou sobre o seu maior medo, que tivera passado durante a guerra, um medo totalmente justificável em situações de perigo iminente. Ele me contou que no período em que esteve na guerra, carregava consigo um versículo das escrituras escrito em um cartão e recebeu consolo com as promessas desse versículo. Então, ele me deu um cartão no qual ele havia imprimido a mesma escritura, Josué 1:9.

Dormi naquela noite — e por muitas noites — com aquele cartão debaixo do meu travesseiro e o carreguei comigo, assim como meu pai havia feito, até eu não precisar mais do cartão, pois a promessa do Senhor já estava impressa na minha mente e no meu coração. O presente do meu pai, naquele cartão com as palavras do Senhor, era o início do meu aprendizado para substituir o medo pela fé.

Quando eu era mocinha, busquei nas escrituras promessas e garantias semelhantes feitas pelo Senhor, e confiei nelas de todo o meu coração. E ainda o faço. Com o tempo, algumas daquelas promessas das escrituras em um poema que meu irmão, Mark, colocou em música — música cuja intenção era transmitir tanto o poder como a paz dessas promessas.


Faça o download da partitura musical da canção mencionada nesse artigo.
 

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes