Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Encontrar as Raízes de Sua Família

Chris McConkie

“Eles Sem Nós Estarão nas Trevas”

16 anos, Utah

Acrílico sobre madeira

Um discurso de conferência inspirou Chris McConkie, de 16 anos de idade, a criar seu quadro intitulado “Eles Sem Nós Estarão nas Trevas”. Também o inspirou a aprender mais sobre como a história da família pode abençoar sua vida.

“O Élder David A. Bednar falou sobre nosso dever, especialmente como jovens, de fazermos o trabalho de história da família”, diz Chris. “O Élder Bednar ensinou que fazer o trabalho de história da família é uma das maiores responsabilidades que recebemos de Deus”.

“Usei rapazes e moças procurando raízes como personagens na obra, na esperança de que outros jovens que vejam minha obra de arte sejam capazes de verem a si mesmos no lugar de um dos jovens no quadro e se sintam compelidos a fazer sua genealogia”.

Leia, assista ou ouça ao discurso do Élder Bednar, “O Coração dos Filhos Voltar-se-á”.

A pintura em acrílico de Chris é uma representação gráfica dos jovens que estão cumprindo seu dever de participarem da história da família. “Usei rapazes e moças procurando raízes como personagens na obra, na esperança de que outros jovens que vejam minha obra de arte sejam capazes de verem a si mesmos no lugar de um dos jovens no quadro e se sintam compelidos a fazer sua genealogia”, explica Chris.

Normalmente o tamanho de uma árvore acima da terra é o mesmo que está embaixo da terra. Mas Chris diz que a árvore em sua pintura é menor que a estrutura das raízes “porque a maioria dos membros em uma linhagem familiar é das pessoas que já faleceram”. Chris salienta que os membros da família que nos antecederam “se tornam parte das raízes e da força de uma família. As raízes que estão sumindo e desaparecendo no fundo preto representam as informações que faltam na história da família, e os jovens no quadro estão procurando por suas raízes ocultas”.

Aprenda como a participação na história da família pode fornecer proteção espiritual.

Há pouco tempo Chris descobriu que há informações faltando em sua própria árvore familiar. “Antes eu acreditava que todo o trabalho na história da minha família já havia sido feito“, ele diz, ”mas com um exame mais detalhado, descobri que várias linhagens remontam a várias gerações e que é até lá que o trabalho foi realizado. Sempre adorei ir ao templo fazer batismos pelos mortos e indexar nomes que podem ser usados para promover o trabalho de história da família de outras pessoas. Ao fazê-lo, posso sentir o Espírito de Elias falado pelo Élder Bednar. É uma sensação muito boa. Junto com a paz e o consolo vem um sentimento de incentivo e motivação para fazer mais”.

Assista ao Élder Bednar ensinando os jovens sobre história da família e sobre como ela os prepara para a missão.

“Sentir o Espírito de Elias pode alterar sua perspectiva sobre a história da família“, diz Chris. “É preciso pegar as letras e palavras na sua frente e transformá-las de nomes em pessoas que já viveram na terra, cada uma delas com sua própria história. Depois de saber que eu ainda tinha muito na história da família com nomes que ainda não haviam sido encontrados, senti uma nova energia e desejo de procurar pelos nomes dos meus ancestrais de modo que pudesse ajudá-los a fazer seu trabalho no templo”.

Aprenda sobre como começar a preparar nomes da família para o templo.

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes