Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Ganhar e Manter o Testemunho

Mindy Raye Friedman Revistas da Igreja

O testemunho em geral chega lentamente, com o passar do tempo, à medida que vocês trabalham para ajudá-lo a crescer.

Talvez tenham sido batizados quando tinham oito anos de idade e frequentado a Igreja a vida toda. Talvez tenham conhecido a Igreja recentemente. Talvez tenham um forte testemunho da Restauração do evangelho, ou pode ser que não estejam certos nem de que o Livro de Mórmon seja verdadeiro. Em qualquer caso, todos precisam constantemente nutrir e ajudar seu testemunho crescer. Então o que precisam fazer? Eis algumas ideias para levar em consideração.

A Revelação Normalmente Vem aos Poucos

Às vezes pensamos que não temos um testemunho ou que ele só pode crescer se recebermos um grande milagre espiritual. Com mais frequência, contudo, recebemos revelações e conhecimento espiritual apenas um pouco de cada vez. Élder David A. Bednar do Quórum dos Doze Apóstolos compara a revelação às formas como experimentamos a luz:

menina orando

“Uma luz acendida em um quarto escuro é como receber uma mensagem de Deus rápida, completa e integralmente. Muitos de nós já vivenciamos esse padrão de revelação ao recebermos respostas a orações sinceras ou proteção e orientação necessárias, de acordo com a vontade de Deus e a Seu tempo. (…) No entanto, esse padrão de revelação tende a ser mais raro e incomum.

“O aumento gradual de luz que irradia do sol nascente é como receber uma mensagem de Deus ‘linha sobre linha, preceito sobre preceito’ (2 Néfi 28:30). Mais frequentemente, a revelação vem em pequenos incrementos ao longo do tempo e é dada de acordo com o desejo, a dignidade e a preparação. (…) Esse padrão de revelação tende a ser mais comum do que raro” (“O Espírito de Revelação”, Ensign ou A Liahona, maio de 2011, p. 88).

O Espírito É a Chave

Para fortalecer o testemunho é importante ter o Espírito Santo com vocês e ficar atentos a Sua inspiração. É difícil, contudo, ouvir os sussurros do Espírito quando se está distraído com outras coisas. O Élder Richard G. Scott, do Quórum dos Doze Apóstolos ensinou:

LEMBRAR-SE! Por terem sido batizados e confirmados receberam o dom do Espírito Santo. Enquanto viverem dignamente, Ele testificará a verdade a vocês.

“A influência inspiradora do Espírito Santo pode ser abafada ou mascarada por emoções fortes, como a raiva, o ódio, a paixão, o medo ou o orgulho. Quando essas influências se apresentam, é como procurar saborear o delicado sabor de uma uva tendo na boca uma forte pimenta. Ambos os sabores estão presentes, mas um se sobrepõe completamente ao outro. Semelhantemente, as emoções fortes sobrepõem-se aos delicados sussurros do Espírito Santo” (“Receber Orientação Espiritual”, Ensign ou A Liahona, Novembro de 2009, p. 8).

O Testemunho Vem por meio de Boas Escolhas

O Élder Scott explica que “um testemunho não é emoção. É a própria essência do caráter que se forma pela somatória de incontáveis decisões corretas. Essas escolhas são feitas com a fé confiante em coisas em que acreditamos e que, ao menos no princípio, não são visíveis. Um testemunho forte traz-nos paz, consolo e certeza. Ele gera a convicção de que se os ensinamentos do Salvador forem constantemente cumpridos, a vida será bela, o futuro será seguro, e teremos a capacidade de vencer os desafios com os quais nos depararmos pelo caminho. O testemunho cresce com a compreensão da verdade destilado por meio da oração e da reflexão sobre a doutrina contida nas escrituras. Ele é nutrido pela aplicação prática dessas verdades cm uma fé alicerçada na segura confiança de que os resultados prometidos serão obtidos” (“O Poder Transformador da Fé e do Caráter”, Ensign ou A Liahona, novembro 2010, 45–46).

Saia e Faça Alguma Coisa

menino podando uma árvore

Às vezes, para que seu testemunho cresça, vocês precisam sair e fazer alguma coisa. Presidente Dieter F. Uchtdorf da Primeira Presidência ensinou: “Muitas vezes a resposta a nossa oração não vem quando estamos de joelhos, mas quando estamos de pé, servindo ao Senhor e servindo àqueles que nos rodeiam. Os abnegados atos de serviço e de consagração refinam nosso espírito, removem as escamas dos nossos olhos espirituais e abrem as janelas do céu. Ao tornar-nos a resposta da oração de outra pessoa, é comum encontrarmos a resposta para a nossa própria oração” (“À Espera, na Estrada para Damasco”, Ensign ou A Liahona, maio de 2011, p.76).

Não Desistir

Só porque sentem-se espiritualmente sem forças ou seu testemunho está fraco, ou mesmo se sentem que o testemunho está forte, isso não significa que podem parar de fortalecer seu testemunho. Seguir em Frente. O Élder Bednar proferiu as seguintes palavras de incentivo:

Morôni ensina que vocês devem “[perguntar] a Deus, o Pai Eterno, em nome de Cristo”, e devem fazê-lo com “um coração sincero e com real intenção, tendo fé em Cristo” e é somente aí que Deus “manifestará a verdade delas pelo poder do Espírito Santo” (Morôni 10:4).

“Tenho conversado com muitas pessoas que questionam a força de seu testemunho pessoal e subestimam sua capacidade espiritual, porque não recebem impressões frequentes, miraculosas e fortes. (…) Se vocês já tiveram pensamentos e dúvidas semelhantes, saibam que são muito normais. Apenas sigam em frente obedientemente, com fé no Salvador. Fazendo isso, não ‘vos podeis enganar’ (D&C 80:3)” (“O Espírito de Revelação”. Ensign ou A Liahona, maio de 2011, p. 89).

Uma Grande Fogueira Começa com Pequenos Gravetos

Talvez já tenham ouvido a comparação entre o testemunho e o fogo ardente antes, mas pensem em como se prepara uma fogueira.

Se tentarem acender um tronco grosso, provavelmente ele não pegará fogo. Vocês precisam de algum material seco, como pequenos gravetos ou folhas, para manter o fogo aceso. Da mesma forma, pequenas experiências podem acender o fogo de seu testemunho.

fogo

Às vezes, as pessoas podem colocar fluído de isqueiro em um tronco, o que tornará as chamas mais vivas, mas uma vez que o fluído se queime, o fogo se apaga porque era o fluido e não o tronco que estava queimando. Seu testemunho pode às vezes ser incendiado por uma grande experiência espiritual, mas isso talvez não seja suficiente para manter um testemunho que arde constantemente

Mesmo se tiverem uma boa fogueira ardendo, ela acabará se apagando se não continuar a alimentá-la. De forma semelhante, vocês precisam continuar a nutrir seu testemunho para que não arda em fogo lento.

Experiência de uma Autoridade Geral

Às vezes podem pensar que estão completamente sozinhos lutando com seu testemunho. A verdade é que todos precisam passar pelo mesmo processo, inclusive as Autoridades Gerais. Eis aqui uma experiência do Élder Jay E. Jensen da Presidência dos Setenta.

“Quando eu era um jovem Élder e estava na missão havia um ano, ao ler as escrituras e as palavras dos Apóstolos modernos sobre revelação e o Espírito Santo, percebi algo que me deixou desconcertado: eu não tinha um testemunho próprio, especificamente a respeito do Pai e do Filho. Fui para a missão vivendo sob a luz emprestada de meus maravilhosos pais. Não duvidando das palavras deles, não tinha pensado em buscar meu próprio testemunho espiritual. Numa noite de fevereiro, em San Antônio, Texas, em 1962, descobri que teria de saber isso por mim mesmo. Em nosso pequeno apartamento encontrei um lugar onde pude orar em voz baixa, suplicando: ‘Pai Celestial, estás aí? Preciso saber por mim mesmo!’

Élder Jensen

“Algum tempo depois, saí dali sabendo por mim mesmo, pela primeira vez na vida e de modo espiritualmente mais profundo, que Deus e Jesus eram reais. Não escutei uma voz audível nem vi um ser celeste. Eu soube, da mesma forma que vocês podem vir a saber — pelo ‘indescritível dom do Espírito Santo’ (D&C 121:26) e pelo espírito de revelação (ver D&C 8:1–3) que me trouxe paz à mente (ver D&C 6:23) e certeza ao coração (ver Alma 58:11).

“Com isso, testemunhei os resultados do conselho de Alma de ‘[despertar e exercitar minhas] faculdades, pondo à prova [Suas] palavras’ (Alma 32:27). Aquelas palavras ou sementes cresceram e se tornaram árvores realmente gigantes de testemunho. O processo continuou com mais experiências com a palavra, resultando em outras árvores de testemunho, hoje uma verdadeira floresta” (“O Espírito Santo e a Revelação”, Ensign ou A Liahona, novembro de 2010, p. 77).

Vocês Precisam de Seu Próprio Testemunho

“Podemos contar com a fé e o testemunho de outros por certo tempo. No final é preciso que o nosso próprio alicerce esteja firme, e profundamente enraizado, ou seremos incapazes de suportar as tempestades da vida, que certamente virão” (Thomas S. Monson, “Que Firme Alicerce”, Ensign ou A Liahona, novembro de 2006, p. 62).

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes