Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Como Perseverar Até o Fim

L. Tom Perry Do Quórum dos Doze Apóstolos

O evangelho nos ensina tudo o que precisamos saber para voltar a viver com nosso Pai Celestial.

Perseverar até o fim requer fidelidade até o fim, como no caso de Paulo, que disse a Timóteo: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé” (II Timóteo 4:7). Obviamente, essa não é uma tarefa fácil. Era mesmo para ser difícil, desafiadora e, por fim, refinadora, preparando-nos para voltar a viver com nosso Pai Celestial e receber bênçãos eternas.

Perseverar até o fim, sem dúvida alguma, não é um projeto do tipo faça-você-mesmo.

Não podemos voltar à presença de nosso Pai Celestial a menos que estejamos limpos, portanto precisamos continuar a nos arrepender.

  • Primeiro, exige o poder redentor do Salvador. Não podemos voltar à presença de nosso Pai Celestial a menos que estejamos limpos, portanto precisamos continuar a nos arrepender. O ideal seria que nos arrependêssemos a cada momento, mas também contamos com a reunião sacramental todas as semanas para tomar o sacramento e renovar nossos convênios batismais.
  • Segundo, perseverar até o fim exige o Espírito Santo, que nos guiará e santificará.
  • Terceiro, precisamos ser parte integral de uma comunidade de santos, servindo nossos irmãos e irmãs no evangelho e recebendo serviço deles. Com o batismo, tornamo-nos parte do corpo de Cristo (ver I Coríntios 12:11–13); Cada um de nós tem um papel a desempenhar, somos todos importantes, mas para ter sucesso precisamos ser unos com nosso Salvador.
  • Quarto, precisamos compartilhar o evangelho com as pessoas. As promessas que recebemos por levar ainda que seja uma única alma ao Senhor são profundas, significativas e eternas (ver D&C 18:15). Além disso, o evangelho fica mais arraigado naqueles que o compartilham frequentemente.
  • Por fim, precisamos sempre manter a fé e esperança em Cristo para perseverar até o fim e algumas das muitas maneiras pelas quais fazemos isso são: orar, jejuar e ler as escrituras. Essas práticas vão nos fortalecer contra os sutis estratagemas e os dardos inflamados do adversário.

Amo o evangelho de Jesus Cristo, porque ele define a maneira pela qual podemos partilhar do fruto do evangelho, sentir a “imensa alegria” (1 Néfi 8:12) que só ele pode proporcionar e perseverar até o fim em meio a todos os desafios da vida mortal. O evangelho nos ensina tudo o que precisamos saber para voltar a viver com nosso Pai Celestial, como seres ressuscitados e glorificados. Que todos conservemos na mente a visão da vida eterna. Que sejamos diligentes em seguir a receita da vida eterna, que é o evangelho de Jesus Cristo. Que todos perseveremos até o fim.

Do discurso da Conferência Geral de abril de 2008 “O Evangelho de Jesus Cristo” (Ensign ou A Liahona, maio de 2008, p. 46; grifo do autor).

O que você tem feito para seguir o conselho do Élder Perry? Clique abaixo em Compartilhe sua experiência.

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes