fecha
Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Como Encontrar Paz

Élder Quentin L. Cook Do Quórum dos Doze Apóstolos

“Onde encontrar a paz e o consolo, quando o mundo estiver contra mim?”

A aspiração celestial das pessoas boas de toda parte foi e sempre será a paz no mundo. Jamais devemos desistir de tentar alcançar essa meta. Porém, o Presidente Joseph F. Smith (1838–1918) ensinou: “Nunca jamais esse espírito de paz e amor (…) poderá ser levado ao mundo enquanto a humanidade não receber a verdade de Deus e a mensagem de Deus (…), reconhecendo Seu poder e autoridade, que são divinos” (Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph F. Smith, 1998, p. 400).

Esperamos e oramos sinceramente pela paz universal, mas é como indivíduos e famílias que alcançamos o tipo de paz que é prometida como recompensa da retidão. Essa paz é uma dádiva prometida da missão e do sacrifício expiatório do Salvador.

A paz não é apenas segurança ou ausência de guerra, violência, conflito e contenda. A paz advém de nosso conhecimento de que o Salvador sabe quem somos, que temos fé Nele, que O amamos e que guardamos Seus mandamentos mesmo e sobretudo em meio às devastadoras provações e tragédias da vida (ver D&C 121:7–8).

“Onde encontrar a paz e o consolo, quando o mundo estiver contra mim?” (“Onde Encontrar a Paz?”, Hinos, nº 73.) A resposta é o Salvador, que é a fonte e o autor da paz. Ele é o “Príncipe da Paz” (Isaías 9:6).

Humilhar-nos perante Deus, orar sempre, arrepender-nos de nossos pecados, entrar nas águas do batismo com um coração quebrantado e um espírito contrito e tornar-nos verdadeiros discípulos de Jesus Cristo são exemplos profundos de retidão que serão recompensados com uma paz duradoura.

A Igreja é um refúgio no qual os seguidores de Cristo encontram a paz. Alguns jovens do mundo dizem que são espirituais, mas não religiosos. O sentimento espiritual é um bom primeiro passo. Contudo, é na Igreja que somos integrados, ensinados e nutridos pela boa palavra de Deus. Mais importante ainda, a autoridade do sacerdócio na Igreja é que provê os convênios e as ordenanças sagradas que unem a família e qualificam cada um de nós para retornar à presença de Deus, o Pai, e de Jesus Cristo no reino celestial. Essas ordenanças proporcionam paz porque são convênios com o Senhor.

O templo é o lugar onde muitas dessas ordenanças sagradas acontecem e é também um refúgio e uma fonte de tranquilidade no mundo. Aqueles que visitam o terreno do templo ou participam de visitações públicas de um templo também sentem essa paz.

O Salvador é a fonte da verdadeira paz. Mesmo com as provações da vida, graças à Expiação do Salvador e Sua graça, o viver reto será recompensado com paz individual (ver João 14:26–27; 16:33).

Compartilhe sua experiência

Como você encontrou paz? Compartilhe sua experiência abaixo.

Erro no envio do formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes

25 Maneiras em 25 Dias: 1º–4 de Dezembro