Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Meu Diário de Gratidão

Danielle Nye Poulter

Uma jovem lembra-se de ser grata escrevendo todos os dias em seu diário de gratidão.

Pessoas gratas são pessoas felizes. Aprendi esta lição ao fazer uma pequena experiência há alguns anos. Gosto de escrever no meu diário. Entretanto, é difícil escrever todos os dias porque fico com medo de não conseguir e depois ficar o resto da vida tentando colocá-lo em dia.

Em vez disso, comprei um caderninho. Toda noite depois de ler as escrituras, passo alguns minutos escrevendo sobre alguma coisa pela qual me senti grata durante aquele dia. Como as páginas são pequenas, não me sinto pressionada a escrever muito. Contudo, tenho que ser criativa para pensar em algo diferente todos os dias.

Às vezes sinto-me grata por uma resposta à uma oração durante aquele dia ou, por um exemplo que encontro nas escrituras. Outras vezes é algo bem simples como, ser grata pelo perfume das flores ou por minha irmãzinha que sempre ri das minhas piadas, ou por comer minha comida predileta.

Quando centralizo meus pensamentos nas coisas pelas quais sou grata, consigo perceber o quanto sou abençoada. Também parece que me faz ver que meus problemas não são tão grandes assim. Além disso, um dia meus diários de gratidão serão lidos por meus filhos e netos e eles aprenderão muito sobre mim por meio desses pequenos e simples relatos. Sou grata por isso, e ser grata me deixa feliz.

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes