fecha
Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Por causa de um desafio

Shelby Rampton

Talvez eles não estivessem falando sério, mas aceitei o desafio mesmo assim.

Eu estava um pouco estressado. Tinha sido escolhido para fazer parte da equipe da formatura e precisava entregar uma biografia minha para ser lida para toda a escola. O que os outros realmente queriam saber sobre mim? Eu não era tão popular quanto os outros escolhidos para fazer parte da equipe. Será que alguém realmente se importava?

— Shelby, você é um cara engraçado. Seja você mesmo e pronto — disse meu amigo Sammy.

— Você está sempre falando sobre sua Igreja  acrescentou Derek. — Por que não fala algo sobre sua Igreja?

Shelby Rampton

— Eu poderia simplesmente oferecer um Livro de Mórmon  brinquei. — Isso seria bem estranho.

Todos riram e me desafiaram a realmente fazer isso.

Rabisquei alguma coisa e entreguei o texto para ser lido na reunião.

Quando o dia da reunião chegou, eu ainda estava nervoso. Na verdade, eu nem ficava com os “caras legais” nos finais de semana. A maioria dos alunos que estava no palco já tinha sido escolhida como celebridade em várias ocasiões; por isso, para eles, aquilo já era rotina.

Logo o auditório começou a ficar lotado. A reunião começou e o presidente da classe passou a apresentar os membros da equipe de formatura. Um a um, os membros da equipe se levantavam e caminhavam pela plateia enquanto a biografia de cada um era lida.

Então chegou a minha vez. Tremendo de nervosismo, fiquei de pé e caminhei com minha acompanhante entre a plateia. Mal podia controlar a ansiedade enquanto esperava até o presidente chegar à parte sobre o Livro de Mórmon. Qual seria a reação deles? O que diriam sobre mim?

Finalmente ouvi o presidente ler:

— Uma das coisas mais importantes para o Shelby é sua igreja. Se alguém quiser um exemplar gratuito do Livro de Mórmon, fale com ele, e ele vai ficar feliz em te presentear com o livro.

Ouvi algumas risadinhas. Imaginei que estivessem pensando:

— Lá vem ele de novo. Ele sempre fala sobre sua igreja.

Mas, para minha surpresa, três alunos aceitaram minha oferta. Naquela semana, três amigos me procuraram e me pediram um exemplar do Livro de Mórmon.

Consegui um Livro de Mórmon para cada um deles e perguntei se gostariam de conversar com os missionários. Só o meu amigo Joel disse que sim.

Ele começou a vir a minha casa duas vezes por semana para conversar com os missionários. Foi muito legal. Os missionários foram ótimos professores. As coisas que eles ensinaram sobre a Apostasia, a Restauração e o Livro de Mórmon faziam muito sentido. Joel parecia concordar com tudo.

Um dia, a conversa se voltou para o batismo. Os missionários olharam para ele e perguntaram:

— Joel, você vai seguir o exemplo de nosso Salvador, Jesus Cristo, e ser batizado por alguém que tenha a devida autoridade do sacerdócio?

E agora? Minha mente estava a mil. O que eu tinha feito? Os missionários acabaram de convidar o Joel para ser batizado! O que ele vai dizer? O que ele vai pensar? Será que isso vai acabar com a nossa amizade?

Mas então ele respondeu:

— Tenho pensado muito nisso. Sim. Eu acho que é isso o que quero fazer.

Gostei muito do que ouvi. Ele continuou a ouvir as lições em minha casa e foi mesmo batizado.

Quando penso no passado, sinto que gostaria de ter sido um missionário melhor no Ensino Médio. É tão fácil. Tudo o que fiz foi perguntar se alguém queria um Livro de Mórmon. Três alunos aceitaram minha oferta e um deles foi batizado.

Compartilhar o evangelho pode ser fácil, mas também requer uma habilidade que só vem por meio da oração, do estudo das escrituras, de falar com membros mais experientes e da velha e conhecida prática.

Precisamos orar para ter essas experiências e depois seguir o Espírito e abrir a boca quando as oportunidades surgirem.

Depois de ver a alegria que o trabalho missionário pode trazer, quero compartilhar o evangelho pelo resto da vida.

Compartilhe sua experiência

Você já deu o Livro de Mórmon a alguém? Compartilhe sua experiência abaixo.

Erro no envio do formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes

25 Maneiras em 25 Dias: 1º–4 de Dezembro