E o Namoro?

Larry M. Gibson Primeiro Conselheiro na Presidência Geral dos Rapazes

Para cultivar amizades verdadeiras, é preciso estar face a face com as pessoas.

Por ter o privilégio de conversar com rapazes e moças da Igreja do mundo inteiro, já ouvi muitas vezes que, embora muitos de vocês estejam interessados em cultivar uma melhor amizade com pessoas do sexo oposto, não raro ficam sem saber exatamente como agir.

Com todos os meios de comunicação social existentes, deveríamos estar mais conectados do que nunca. No entanto, de certa forma, a tecnologia pode estar nos levando a ter relacionamentos menos significativos. O mero ato de mandar mensagens de texto, tweets, e-mails e adicionar amigos não pode genuinamente criar um relacionamento pleno e satisfatório. Para cultivar amizades verdadeiras, é preciso estar face a face com as pessoas.

É hora de vocês, nossos jovens maravilhosos, trazerem de volta o antigo conceito de reunir rapazes e moças para um convívio social.

É hora de vocês, nossos jovens maravilhosos, trazerem de volta o antigo conceito de reunir rapazes e moças para um convívio social. Talvez já tenham ouvido falar da experiência de sair com uma pessoa para conhecê-la.

Respostas para Perguntas Frequentes

Muitos de vocês têm dúvidas sobre como sair com alguém e sobre os conselhos dados no novo folheto Para o Vigor da Juventude. Aqui estão algumas perguntas que me foram feitas, juntamente com as respostas desse guia maravilhoso.

Não sei se estou preparado para sair com alguém do sexo oposto. Existe algum motivo especial para isso?

Sair com pessoas do sexo oposto é relevante por uma série de motivos. Para o Vigor da Juventude explica que “‘sair com alguém’ é uma atividade planejada que permite a um rapaz e a uma moça conhecerem-se melhor. Nas culturas em que sair juntos é aceitável, essa atividade pode ajudar vocês a aprender e a praticar habilidades sociais, desenvolver amizades, divertir-se de maneira sadia e, por fim, encontrar um(a) companheiro(a) eterno(a)”.

Ouvimos que não devemos sair com alguém antes dos dezesseis anos e nunca ter um namoro firme enquanto somos jovens. Por quê?

Para o Vigor da Juventude ensina: “Vocês não devem fazer isso, até que tenham, pelo menos, dezesseis anos de idade. Quando começarem a sair com alguém do sexo oposto, façam isso na companhia de um ou mais casais. Evitem sair sempre com a mesma pessoa. O desenrolar de um relacionamento sério muito cedo na vida pode limitar o número de pessoas que vocês poderiam conhecer e, também, pode levar à imoralidade”.

Um rapaz quer que eu saia com ele, mas sinto que não tem os mesmos padrões que eu. O que devo fazer?

Para o Vigor da Juventude ensina: “Decidam sair apenas com pessoas que tenham altos padrões morais e em cuja companhia vocês possam manter seus padrões. (…) Sejam sempre gentis e respeitosos ao convidar alguém para sair, ao aceitar ou recusar um convite”.

Às vezes não tenho ideia do que fazer ao sair com alguém, além de ir ao cinema. O que devemos fazer?

Para o Vigor da Juventude traz estes conselhos úteis: “Planejem encontros que sejam seguros, positivos e não dispendiosos, e que ajudem vocês a conhecer melhor a outra pessoa. Vão apenas a lugares em que possam manter seus padrões e permanecer próximos(as) do Espírito”.

O ato de sair com alguém destina-se a ser uma oportunidade para um convívio social que pode gerar muitas amizades.

Estes quatro critérios simples — encontros seguros, positivos, não dispendiosos e em locais onde o Espírito possa estar presente — são propícios a muitas atividades de qualidade.

Ao refletir com minha esposa sobre nossas primeiras experiências pessoais ao sairmos juntos, as mais marcantes foram as vezes em que houve pouco ou nenhum custo, quando estávamos com pelo menos outro casal e quando conseguimos ter conversas e interação significativas.

Proteger a Virtude Um do Outro

Permitam-me concluir com outro trecho importante de Para o Vigor da Juventude e depois abordar um último assunto. Primeiramente, “Lembrem-se de que um rapaz e uma moça, ao saírem juntos, têm a responsabilidade de proteger a honra e a virtude um do outro”. Ao saírem com alguém, nunca façam nada de que poderiam se envergonhar. Como o Presidente Thomas S. Monson ensinou: “Ao sair com uma garota, trate-a com respeito e espere ser tratado da mesma forma.”

A Diferença entre Sair com Alguém e Namorar

Por fim, embora alguns definam o ato de sair com alguém como “namoro”, entre os jovens da Igreja sair com alguém não implica namoro “firme” ou exclusividade. Pelos padrões da Igreja, o ato de sair com alguém destina-se a ser uma oportunidade para um convívio social que pode gerar muitas amizades.

Ao entrarem na fase adulta — após a missão, no caso dos rapazes — o Senhor diz: “Nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor” (I Coríntios 11:11). É nessa fase que o namoro se torna mais sério, conforme ensina Para o Vigor da Juventude: “Façam do namoro e do casamento uma prioridade. Procurem um(a) companheiro(a) que seja digno(a) de ir ao templo, a fim de ser selado(a) a vocês para esta vida e para toda a eternidade. O casamento no templo e a criação de uma família eterna são fundamentais no plano de felicidade de Deus”.