Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

Dez Maneiras de Saber Se Você Está Convertido

Tyler Orton

O que aprendi sobre a conversão me ajuda a avaliar meu progresso no evangelho.

Aprendi na reunião do sacerdócio que um dos propósitos do Sacerdócio Aarônico é nos ajudar a “[converter-nos] ao evangelho de Jesus Cristo e viver por seus ensinamentos”. Eu não tinha certeza do que significava “converter-se ao evangelho de Jesus Cristo”. Perguntei a meus pais e irmãos mais velhos o que achavam que isso significava; e, juntos, discutimos uma série de maneiras pelas quais podemos ver se estamos nos tornando convertidos.

É bem provável que haja outras, mas aqui estão dez maneiras que identificamos. Como a conversão é um processo para toda a vida, não temos que ser perfeitos em cada uma dessas áreas agora, mas elas podem nos ajudar a saber se estamos progredindo.

Em suma, você sabe que está ficando convertido quando começa a viver a lei maior, o evangelho de Jesus Cristo. Você vive o espírito da lei, bem como a letra da lei. Vive o evangelho em todos os aspectos de sua vida. Vive o evangelho em sua plenitude, não porque é obrigado, mas porque quer. Você é uma pessoa mais feliz e mais agradável e quer se tornar a pessoa que o Pai Celestial deseja que você seja. Você quer ser como Jesus Cristo e seguir Seu exemplo. Quando se tornar essa pessoa, estará realmente convertido.

Um Caminho Seguro para a Felicidade

“O Senhor quer que os membros de Sua Igreja se convertam plenamente a Seu evangelho. Esse é o único meio seguro de termos segurança espiritual agora e felicidade para sempre.”

Élder Donald L. Hallstrom, da Presidência dos Setenta, “Convertidos a Seu Evangelho por Intermédio de Sua Igreja”, A Liahona, maio de 2012, p. 13.

  1. Quando você está convertido, você não só sabe o que deve fazer, mas também deseja fazer as coisas certas. Não basta evitar fazer o mal por estar com medo de ser apanhado ou punido. Quando está verdadeiramente convertido, você realmente quer escolher o certo.
  2. Outro sinal da conversão é que você não tem mais o desejo de fazer o mal. Os ânti-néfi-leítas são um grande exemplo disso. Quando se converteram ao evangelho de Cristo, “[fizeram] um convênio com Deus de servi-lo e guardar seus mandamentos” (Mosias 21:31). Como os nefitas ensinados pelo rei Benjamim, eles não tinham “mais disposição para praticar o mal” (Mosias 5:2). Tornaram-se verdadeiramente convertidos ao evangelho de Cristo, e as tentações de Satanás não tinham poder sobre eles. Para mostrar que seriam fiéis a seu convênio de viver o evangelho, os lamanitas convertidos enterraram suas armas (ver Alma 24).
  3. Quando está convertido, você se preocupa mais com o que Deus pensa do que com o que os outros pensam sobre você. Em minha escola, na Indonésia, os alunos tendem a beber muito. Às vezes, pode ser tentador sair para se divertir quando todo mundo está fazendo isso e zombando de você por não ir. Meu irmão foi convidado a beber e farrear muitas vezes, mas nunca o fez — manteve-se fiel a suas crenças. Foi difícil, e ele passou muitas noites em casa sozinho. Quando os alunos estavam se despedindo uns dos outros na formatura, várias pessoas contaram a ele como haviam ficado admiradas de ver que ele conseguiu resistir à pressão dos colegas e manter-se fiel a seus padrões. Disseram o quanto o respeitavam por causa disso. Ele mostrou que estava convertido resistindo à pressão dos colegas.

    “O Senhor quer que os membros de Sua Igreja se convertam plenamente a Seu evangelho. Esse é o único meio seguro de termos segurança espiritual agora e felicidade para sempre.” (Élder Donald L. Hallstrom, da Presidência dos setenta, “Convertidos a Seu Evangelho por meio de Sua Igreja”, A Liahona , maio de 2012, p. 13).

  4. Quando convertido, você dá o máximo de si para viver o evangelho sempre — não só aos domingos ou quando é conveniente, mas o tempo todo. Suas ações não mudam dependendo de quem está com você ou de que alguém possa estar observando você. Quando seus colegas contam uma piada suja ou querem assistir a um filme impróprio, você não vai junto com eles apenas porque ninguém está olhando, mas se mantém fiel às coisas em que acredita.
  5. Quando está convertido, você é mais bondoso e compassivo no trato com os outros. Não julga ou critica nem faz fofocas. Você está mais consciente dos sentimentos alheios, e é natural procurar maneiras de servir e ajudar. Se estiver andando pelo corredor da escola e alguém deixar cair seus livros, você não tem que pensar no que vai fazer. Você automaticamente para e se oferece para ajudar.
  6. Quando está convertido, seu desejo de orar aumenta e você sente que está realmente se comunicando com Deus quando ora. Você sempre vai arranjar tempo para orar, a despeito de como esteja se sentindo ou do que esteja acontecendo em sua vida. O Presidente Ezra Taft Benson (1899–1994) nos disse: “Se não sentimos vontade de orar, então devemos orar até que tenhamos vontade”.
  7. Quando se torna convertido, você anseia pelo domingo porque é o Dia do Senhor. Quando chega o domingo, em vez de pensar: “Puxa, este é um dia em que eu não posso sair com os amigos ou ir ao cinema”, você pensa: “Que ótimo, este é um dia em que posso ir à Igreja e me concentrar em coisas espirituais e ficar com a família!”
  8. Quando convertido, você guarda os mandamentos e não procura desculpas, não justifica seu comportamento nem tenta encontrar um meio de driblá-los. Você não tenta beirar os limites, simplesmente guarda os mandamentos porque sabe que é o melhor caminho.
  9. Quando convertido, você anseia por pagar o dízimo. Você o considera um privilégio e sente que 10% não é muito, principalmente em comparação com as bênçãos e a satisfação que recebe. Essas bênçãos valem muito mais do que o dinheiro que você paga.
  10. Quando está convertido, você tem um forte desejo de ajudar os outros a conhecer a verdade e a felicidade que encontrou. Um bom exemplo das escrituras é o sonho de Leí, no qual ele teve muita vontade de compartilhar o delicioso fruto da árvore da vida com sua família. Quando ele comeu do fruto, seu primeiro pensamento foi não o de pegar mais para si, mas de procurar sua família, para que eles também partilhassem do fruto e tivessem a mesma felicidade (ver 1 Néfi 8:12).

Em suma, você sabe que está ficando convertido quando começa a viver a lei maior, o evangelho de Jesus Cristo. Você vive o espírito da lei, bem como a letra da lei. Vive o evangelho em todos os aspectos de sua vida. Vive o evangelho em sua plenitude, não porque é obrigado, mas porque quer. Você é uma pessoa mais feliz e mais agradável e quer se tornar a pessoa que o Pai Celestial deseja que você seja. Você quer ser como Jesus Cristo e seguir Seu exemplo. Quando se tornar essa pessoa, estará realmente convertido.

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes