Pular para a Navegação Principal
Jovens Menu

O Projeto Facebook

Mandalyn Ferguson

Um plano simples nas redes sociais teve um grande impacto.

Um dia enquanto olhava para minha lista de amigos do Facebook, decidi experimentar algo novo. Eu estava pensando sobre o valor individual. Eu havia adquirido um testemunho de que somos todos filhos e filhas de Deus e somos amados. Todos temos talentos e o direito e a responsabilidade de usá-los. Quando olhei para meus amigos e vizinhos, eu queria lembrá-los de seu valor único.

E assim começou o Projeto Facebook.

“Todos os servos do convênio do [Salvador] (…) receberão orientação Dele por meio do Espírito, ao abençoar e servir a outras pessoas por Ele. E eles sentirão Seu amor e terão alegria em achegar-se a Ele”. — Presidente Henry B. Eyring

Decidi que todos os dias eu ia enviar mensagens para cinco pessoas em minha lista de amigos e lhes dizer o que mais gosto sobre elas. Era uma meta simples. Eu estava esperando simplesmente escrever uma ou duas frases simples para cada pessoa. E eu não esperava em troca algo mais do que um simples “Obrigado”.

Mas quando orei ao Pai Celestial todas as manhãs a respeito disso, senti a inspiração — e as minhas mensagens se tornaram em pelo menos um parágrafo para cada pessoa. Toda pessoa é especial e importante, por isso não foi difícil descobrir os talentos e dons das pessoas, especialmente com a ajuda de Deus.

Fiquei assombrada com a reação delas! Não posso contar quantas disseram: “Isso fez meu dia melhor!“ Algumas disseram que minha mensagem lhes ajudou enquanto enfrentavam uma provação ou mudou sua perspectiva. Algumas das pessoas sobre as quais eu estava mais preocupada ao enviar a mensagem foram as que ficaram mais gratas por ela. Isso me fez perceber que muitos têm dificuldade em reconhecer o seu próprio valor ou de sentir esperança em meio às circunstâncias que pioram a cada dia no mundo de hoje, e que um comentário gentil e específico pode significar muito para elas.

Aprendi muito com esse projeto. Em primeiro lugar, as pessoas são muito diferentes do que podem aparentar. Todos têm provações e precisam de ajuda. Também aprendi o quão prontamente Deus vai ajudá-lo quando você quer ajudar os outros. Se você tiver uma meta digna, então Ele vai ajudá-lo.

Ajudar os outros a reconhecer seu valor pessoal me ajudou a reconhecer o meu próprio valor. Sei que minha experiência com isso tem ajudado a mim e muitas outras pessoas também, e sou eternamente grata ao Pai Celestial.

Este artigo foi publicado originalmente na edição de outubro de 2013 da New Era.

Erro no envio de formulário. Certifique-se de que todos os campos estejam preenchidos corretamente e tente novamente.

 
1000 caracteres restantes