Pular para a Navegação Principal

Namoro

Encontre respostas sobre perguntas a respeito dos padrões da Igreja Escolha um tema acima para ver mais.

  • É errado não querer namorar agora? E se eu não namorar até a faculdade?

    “Nem todos os adolescentes precisam namorar ou desejam fazê-lo. Muitos jovens não namoram durante sua adolescência porque não estão interessados, não têm oportunidades ou simplesmente porque desejam retardar a formação de relacionamentos sérios. No entanto, boas amizades podem e devem ser desenvolvidas em todas as idades” (Para o Vigor da Juventude, pp. 24–25).

    Fechar
  • Como um garoto e uma garota devem tratar um ao outro quando saírem juntos?

    “As moças desejam que os rapazes as respeitem e que lhes sejam corteses e sinceros. Não hesitem em demonstrar boas maneiras abrindo a porta para elas, tomando a iniciativa de convidá-las para sair e deixando-as passarem primeiro quando entrarem em algum lugar. Moças, vocês também devem demonstrar respeito e dignidade sendo atenciosas e educadas, fazendo pequenos atos de gentileza aos outros” (M. Russell Ballard, “Away from the Blinding Dust,” New Era, maio de 1991, p. 50).

    Fechar
  • Por que tenho que esperar até os dezesseis anos para namorar?

    “Não namorem até que tenham pelo menos dezesseis anos de idade. Namorar antes disso pode levar à imoralidade, limitar o número de outros jovens que vocês poderão vir a conhecer e privá-los de experiências que os ajudarão a escolher um parceiro eterno (Para o Vigor da Juventude, p. 24).

    O Presidente Gordon B. Hinckley disse:

    “O Senhor fez-nos atraentes uns para os outros com um propósito grandioso. Mas essa própria atração torna-se um barril de pólvora se não for mantida sob controle. É algo belo quando exercido da maneira correta, mas letal quando extrapola os limites estabelecidos pelo Senhor.

    É por isso que a Igreja opõe-se ao namoro precoce. Essa regra não tem o intuito de prejudicá-los de modo algum. Ela visa a ajudá-los e o fará, caso a observem” (“Conselhos e Oração do Profeta para os Jovens,” A Liahona, abril de 2001, pp. 38–39).

    Fechar
  • Como os rapazes podem incentivar as moças a vestirem-se recatadamente?

    “Rapazes, as moças devem saber que você não procura uma companheira eterna que se deixe dominar por modismos mundanos. Muitas delas se vestem e agem de maneira pouco recatada porque acreditam que é isso que vocês querem. Sem ofendê-las, diga-lhes que as roupas sem recato não agradam a você, um rapaz digno, e que visões indesejadas estimulam emoções indesejadas.

    As moças que adotam padrões de vestuário conservadores e mostram os atributos de uma moça que seja dedicada como membro da Igreja são criticadas com frequência por não estarem ‘por dentro da moda’. Incentive-as, expressando gratidão por seu exemplo digno. Agradeça-lhes por fazer o que é agradável ao Senhor e que, no devido tempo, abençoará seu marido e filhos. Muitas moças voltaram à retidão devido ao exemplo e apoio amoroso de um portador digno do sacerdócio. Talvez alguns de vocês possam discutir suas preocupações com franqueza em um momento adequado, como na Escola Dominical ou numa aula do seminário. Inicie uma cruzada particular para ajudar as moças a entender como são preciosas para Deus e como são atraentes para você quando magnificam suas qualidades femininas e seus dons divinos de mulher” (Richard G. Scott, “A Santidade da Mulher”, Conferência Geral de abril de 2000).

    Fechar
  • Como deve ser a demonstração física de afeto durante o namoro?

    “Antes de casar-se, não façam nada que desperte as poderosas emoções que só devem ser manifestadas no casamento. Não troquem beijos apaixonados, nem deitem uns por cima dos outros, não toquem as partes íntimas e sagradas do corpo de outra pessoa, com ou sem roupas. Não permitam que ninguém faça isso com vocês. (…) Nas culturas em que os encontros e o namoro são aceitáveis, tratem sempre seus companheiros com respeito, nunca como um objeto a ser usado para seus desejos lascivos. Permaneçam em situações seguras onde possam facilmente controlar seus sentimentos físicos. Não participem de conversas ou atividades que despertem desejos sexuais” ( Para o Vigor da Juventude , pp. 27–28).

    Fechar
  • Está correto ter um namorado ou uma namorada firme durante o ensino médio?

    O livreto Para o Vigor da Juventude ensina: “Evitem sair sempre com a mesma pessoa” (p. 25). O Presidente Gordon B. Hinckley aconselhou: “Enquanto vocês são jovens, não se envolvam em namoro firme. Quando chegarem à idade de pensar em casamento, essa é a época de envolver-se seriamente. Mas vocês, rapazes que estão no ensino médio, não precisam disto, e tampouco as moças” (“Algumas Considerações a Respeito de Templos, Retenção de Conversos e Serviço Missionário”, Conferência Geral de outubro de 1997).

    Fechar
  • Há algum problema em beijar muito?

    O livreto Para o Vigor da Juventude diz: “Antes de casar-se, não façam nada que desperte as poderosas emoções que só devem ser manifestadas no casamento. Não troquem beijos apaixonados” (p. 27)

    O Élder Richard G. Scott disse: “Expressai seu amor da mesma maneira que o fariam na presença de seus pais” (“Fazer as Escolhas Certas”, Conferência Geral de outubro de 1994).

    Fechar
  • Por que é tão ruim assim namorar firme antes que os rapazes saiam em missão?

    “Moças, (…) evitai namoros firmes com qualquer jovem que ainda não tenha atendido ao chamado missionário. Se seu relacionamento com um rapaz for mais casual, fica mais fácil para ele tomar a decisão de servir, assim como será mais fácil para ele concentrar todas suas energias no trabalho missionário, em vez de ficar pensando só na namorada que deixou para trás. Depois que ele retornar honrosamente da missão, será um melhor marido, pai e portador do sacerdócio” (Ezra Taft Benson, “Às Moças da Igreja”, Conferência Geral de outubro de 1986).

    Fechar