Pular para a Navegação Principal

Família

Encontre respostas sobre perguntas a respeito dos padrões da Igreja Escolha um tema acima para ver mais.

  • Como posso melhorar meu relacionamento familiar?

    “Edificamos um relacionamento familiar profundo e amoroso fazendo coisas simples, como o jantar em família e a reunião familiar ou simplesmente nos divertindo juntos. No relacionamento familiar, o amor se soletra assim: t-e-m-p-o, tempo. Reservar tempo para passar uns com os outros é a chave para a harmonia no lar. Temos que conversar uns com os outros, em vez de falar uns dos outros. Aprendemos uns com os outros e valorizamos nossas diferenças e também as coisas que temos em comum. Estabelecemos um vínculo divino uns com os outros ao achegar-nos a Deus juntos, por meio da oração familiar, do estudo do evangelho e da adoração aos domingos” (Dieter F. Uchtdorf, “As Coisas Que Mais Importam”, Conferência Geral de outubro de 2010).

    Fechar
  • A situação da minha família não é boa. Posso ter algum tipo de esperança para minha família futura?

    “Mesmo que você não tenha tido uma vida familiar feliz no passado, você poderá procurar ter um casamento eterno e feliz, com relacionamento de amor com seus familiares. (…) Prepare-se cuidadosamente para o casamento. Lembre-se de que não há nada que substitua o casamento no templo. Prepare-se para se casar com a pessoa certa no lugar certo e na época certa. Viva agora de maneira a ser digno da pessoa com quem você espera casar-se” (Sempre Fiéis, pp. 34–35).

    Fechar
  • Por que preciso manter um bom relacionamento com minha família?

    “As maiores alegrias desta vida encontram-se na família. Fortes laços familiares exigem esforço, mas esse esforço proporciona grande felicidade nesta vida e por toda a eternidade” (Sempre Fiéis, p. 34).

    Fechar
  • Por que preciso participar da oração familiar?

    “Por meio da oração familiar regular, vocês e os seus familiares se aproximarão mais de Deus e uns dos outros.(…) Todos vocês estarão mais bem preparados para servir aos outros e para resistir às tentações. Seu lar será um lugar de força espiritual, um refúgio das influências malignas do mundo” (Sempre Fiéis, p. 124).

    Fechar
  • Por que a Igreja dá tanta ênfase às famílias?

    “A família é a unidade fundamental da Igreja e o lar é o lugar mais importante para o aprendizado do evangelho. Nenhuma outra organização pode tomar o lugar da família. Mesmo com o contínuo crescimento da Igreja, seu propósito sempre será o de apoiar e fortalecer as famílias e indivíduos em seus esforços de viver o evangelho” (Sempre Fiéis, p. 6).

    Leia mais (…) Fechar
  • Vivo discutindo com meus pais. Eu os amo, mas parece que simplesmente não conseguimos ter um bom relacionamento. O que posso fazer?

    “Exorto os filhos a serem pacientes com seus pais”, disse o Élder Joseph B. Wirthlin. Se eles parecerem indiferentes a assuntos importantes tais como namoro, moda, música moderna e a utilização dos carros da família, escutem seus conselhos mesmo assim. Eles têm a experiência que lhes falta. Bem poucos, se é que há algum, são os desafios e tentações atuais que eles desconhecem. Se vocês acham que eles não sabem nada sobre os assuntos vitais já mencionados, deem uma boa olhada nos jornais e revistas de quando eles estavam na escola e na faculdade. O mais importante de tudo é que eles os amam e farão qualquer coisa para lhes ajudar a ser realmente felizes” (“Paciência, a Chave da Felicidade”, Conferência Geral de abril de 1987).

    Recordem as palavras do Presidente Gordon B. Hinckley: “Vocês são muito preciosos para seus pais. Talvez não achem isso ao ficarem um pouco descuidados em seu modo de pensar em seu pai e sua mãe. Todas as esperanças e sonhos deles são voltados para vocês. Eles oram por vocês. Preocupam-se com vocês. Pensam em vocês. Eles os amam. Sejam bons para com seus pais. Tenham amor, respeito e bondade para com eles. Não lhes fará mal algum dizer a eles, de vez em quando, que vocês os amam” (“Pensamentos Inspiradores”, A Liahona, agosto de 2000, p. 4).

    Fechar
  • Sinto como se fosse a única pessoa da ala que não tem uma família perfeita. O que posso fazer?

    “Com certeza todos gostariam de pertencer a uma família perfeita e viver em perfeita harmonia em um lar perfeito”, disse o Élder Marion D. Hanks. “Entretanto, ninguém é perfeito ou tem uma família perfeita, pois ninguém alcançou a perfeição ainda” (“Fitting into Your Family”, New Era, junho de 1991, p. 4).

    O Élder Hanks, cujo pai faleceu quando ele era jovem, foi criado apenas pela mãe. Ele aprendeu como lidar com os desafios de um lar pouco tradicional e dá conselhos para aqueles que encontram-se em situação parecida:

    “Para aqueles cuja família não é exatamente como gostariam que fosse, podem sentir-se gratos pelos pais que por intermédio do dom de Deus deram vida a eles. Façam tudo que puder para diminuir conflitos e aumentar a harmonia em seu lar. Pequenos milagres acontecem onde parece que há pouca probabilidade de um jovem conseguir fazer a diferença” (“Fitting into Your Family,” p. 8).

    Fechar