Pular para a Navegação Principal

Saúde Física e Emocional

Encontre respostas sobre perguntas a respeito dos padrões da Igreja Escolha um tema acima para ver mais.

  • Muitas coisas não são mencionadas na Palavra de Sabedoria. E coisas como cafeína e suplementos alimentares? Posso consumir?

    “A única interpretação oficial de ‘bebidas quentes’ (D&C 89:9) da Palavra de Sabedoria é a declaração feita pelos primeiros líderes da Igreja, explicando que a expressão ‘bebidas quentes’ se refere ao chá da Índia ou chá preto (camelia sinensis) e ao café. Os membros não devem usar nenhuma substância que contenha drogas ilegais, tampouco devem usar substâncias prejudiciais ou que causem dependência, exceto quando prescritas por um médico competente” (Manual 2: Administração da Igreja, 2010, 21.3.11).

    O Presidente Boyd K. Packer disse: “A Palavra de Sabedoria foi dada por princípio, com promessa (D&C 89:3). (…) Um princípio é uma verdade permanente, uma lei, uma regra que se pode adotar ao tomar decisões. Geralmente os princípios não são explicados de modo detalhado. (…).

    “Os membros escrevem-nos perguntando se isso ou aquilo é contra a Palavra de Sabedoria. (…) Ensinamos o princípio juntamente com as bênçãos prometidas. Há muitas substâncias prejudiciais que viciam uma pessoa e que são ingeridas, mascadas, cheiradas ou injetadas. Essas substâncias prejudicam tanto o corpo como o espírito e não são mencionadas na revelação. (…) A obediência aos conselhos dados garantirá sua segurança na vida” (“A Palavra de Sabedoria: O Princípio e as Promessas”, Conferência Geral de abril de 1996).

    “Alguns (…) alegam como justificativa que a Palavra de Sabedoria não menciona drogas. Que desculpa infeliz. Não menciona igualmente os perigos de mergulhar em uma piscina vazia ou saltar de um viaduto sobre uma rodovia. Mas quem duvidará das consequências desses atos? O bom senso por si só desaconselha tal comportamento” (“O Flagelo das Drogas Ilícitas”, Conferência Geral de outubro de 1989).

    Fechar
  • Por que devo obedecer à Palavra de Sabedoria?

    Ao obedecer a Palavra de Sabedoria, “[vocês] ficarão livres de vícios prejudiciais e terão controle sobre sua vida. Vocês receberão as bênçãos de um corpo saudável, uma mente alerta e a orientação do Espírito Santo” (Para o Vigor da Juventude, p. 36).

    Aos que cumprem a Palavra de Sabedoria, o Senhor prometeu:

    “Todos os santos que se lembrarem de guardar e fazer estas coisas, obedecendo aos mandamentos, receberão saúde para o umbigo e medula para os ossos; e encontrarão sabedoria e grandes tesouros de conhecimento, sim, tesouros ocultos; e correrão e não se cansarão; e caminharão e não desfalecerão. E eu, o Senhor, faço-lhes uma promessa de que o anjo destruidor passará por eles, como os filhos de Israel, e não os matará” (D&C 89:18–21).

    Fechar
  • Quais são as coisas mais importantes que devo fazer para manter-me fisicamente saudável?

    “O Senhor ordenou-lhes que cuidassem bem de seu corpo. Para fazer isso, guardem a Palavra de Sabedoria, encontrada em Doutrina e Convênios 89. Comam alimentos nutritivos, façam exercícios regulares e durmam o suficiente” (Para o Vigor da Juventude, p. 36).

    Fechar
  • O que há de errado em experimentar drogas ou álcool só uma vez para ver como é?

    O Élder Dallin H. Oaks contou uma história sobre experimentar, apenas uma vez, substâncias prejudiciais à saúde: “Há alguns anos, um de nossos filhos me perguntou por que não era uma boa ideia experimentar álcool ou cigarro para ver como é. Ele conhecia a Palavra de Sabedoria e também os efeitos negativos dessas substâncias para a saúde, mas questionava por que não deveria experimentá-las por si mesmo. Respondi que, se quisesse experimentar algo, deveria ir ao curral e comer um pouco de estrume. Ele se encolheu com nojo. ‘Uh, que coisa nojenta!’, exclamou.

    ‘Fico contente que pense assim’, eu disse, ‘mas por que você não experimenta só um pouco para saber por si mesmo? Já que está sugerindo experimentar algo que você sabe ser ruim para si mesmo, por que não aplica esse mesmo princípio a outras substâncias?’ Essa ilustração da estupidez de se ‘experimentar algo por si mesmo’ mostrou-se bastante persuasiva para aquele rapaz de dezesseis anos” (Dallin H. Oaks, “Pecado e Sofrimento”, A Liahona, abril de 1994, pp. 31–32).

    Fechar
  • O que devo fazer para vencer um vício?

    “O melhor a fazer é abster-se completamente das substâncias que o Senhor proíbe na Palavra de Sabedoria. No entanto, se já estiver viciado em qualquer dessas substâncias, você poderá livrar-se do vício. Isso é possível por meio de esforço pessoal, do poder capacitador da graça de Deus, da ajuda de seus familiares e amigos e da orientação dos líderes da Igreja.

    Ore pedindo ajuda e faça tudo o que lhe for possível para resistir às tentações que advêm por causa do vício. O Pai Celestial deseja que você receba as bênçãos provenientes da obediência à Palavra de Sabedoria e Ele o fortalecerá em seus esforços sinceros de fazê-lo” (Sempre Fiéis, p. 128).

    Fechar