Pular para a Navegação Principal

Linguagem

Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa.

Efésios 4:29

O modo pelo qual vocês se comunicam reflete o fato de que são um filho ou uma filha de Deus. Uma linguagem limpa e inteligente é evidência de uma mente brilhante e sadia. A boa linguagem, que eleva, incentiva e elogia as pessoas, convida a companhia do Espírito para estar com vocês. Nossas palavras, tal como nossas ações, devem ser cheias de fé, esperança e caridade.

Escolham amigos que usem boa linguagem. Ajudem os outros a melhorar a linguagem deles pelo seu exemplo. Estejam dispostos a afastar-se educadamente ou a mudar de assunto quando as pessoas ao seu redor usarem linguagem imprópria.

Falem com bondade e de modo positivo a respeito das pessoas. Decidam que não vão insultar nem menosprezar as pessoas, nem mesmo por brincadeira. Abstenham-se de todo tipo de fofoca e não falem com raiva. Quando se sentirem tentados a dizer coisas rudes ou ofensivas, não digam essas coisas.

Mostrar Mais

Sempre usem o nome de Deus e Jesus Cristo com reverência e respeito. O uso indevido dos nomes da Trindade é pecado. Ao orar, dirijam-se ao Pai Celestial com uma linguagem reverente e respeitosa. O Salvador usou linguagem respeitosa como encontramos na oração do Pai Nosso (ver Mateus 6:9–12).

Não usem linguagem ou gestos profanos, vulgares ou grosseiros e não contem piadas ou histórias a respeito de ações imorais. Essas coisas são ofensivas a Deus e às outras pessoas.

Lembrem-se de que esses padrões para o uso da linguagem se aplicam a todas as formas de comunicação, inclusive às mensagens de texto no celular ou à comunicação por meio da Internet.

Se tiverem desenvolvido o hábito de usar uma linguagem não condizente com esses padrões — como palavrões, zombaria, fofocas ou expressões de raiva — vocês podem mudar. Orem pedindo ajuda. Peçam à família e aos amigos que os apoiem em seu desejo de usar boa linguagem.

O que as palavras que uso dizem a meu respeito?