fecha
Pular para a Navegação Principal
  • Imprimir

Por que os convênios são importantes em minha vida?

Fazemos convênios quando recebemos ordenanças como o batismo, a ordenação ao sacerdócio e as ordenanças do templo. Um convênio é um acordo sagrado entre Deus e Seus filhos. Deus estabelece condições específicas e promete nos abençoar se obedecermos a essas condições. Fazer e guardar convênios nos qualifica para receber as bênçãos que Deus prometeu. Quando decidimos não cumprir os convênios, não podemos receber as bênçãos. Nossos convênios guiam as escolhas que fazemos e nos ajudam a resistir às tentações.

Preparar-se espiritualmente

Estude em espírito de oração estas escrituras e estes recursos. Como você pode ajudar os rapazes a desejar fazer e guardar convênios?

Êxodo 19:5; D&C 35:24; 90:24 (Somos abençoados quando guardamos convênios)

Mosias 5; Alma 46:10–37 (Exemplos do Livro de Mórmon de pessoas que fazem e guardam convênios)

D&C 82:10 (O Senhor está obrigado quando obedecemos)

Russell M. Nelson, “Convênios”, A Liahona, novembro de 2011, p. 86

Jeffrey R. Holland, “Guardar os Convênios: Uma Mensagem para os Que Vão Servir Missão”, A Liahona, janeiro de 2012, p. 48

D. Todd Christofferson, “O Poder dos Convênios,”, A Liahona,, maio de 2009, p. 19

Convênio”, Sempre Fiéis , 2004, p. 45-46

Vídeo: “Prosseguir com Firmeza”

Deixar os rapazes liderar

Um membro da presidência do quórum (ou um assistente do bispo no quórum dos sacerdotes) dirige a reunião do quórum. Ele lidera os rapazes ao se reunirem em conselho para tratar dos assuntos do quórum, ensina-lhes os deveres do sacerdócio (usando as escrituras e o livreto Dever para com Deus), incentiva-os a compartilhar suas experiências pessoais no cumprimento de seu dever para com Deus e convida um consultor ou outro membro do quórum para ensinar uma lição do evangelho. Ele pode preparar-se preenchendo a agenda da reunião do quórum durante a reunião de presidência.

Iniciar a experiência de aprendizado

Escolha dentre as seguintes sugestões, ou crie suas próprias, para revisar a lição da semana passada e apresentar a desta semana:

  • Peça aos rapazes que pensem na lição anterior e se revezem compartilhando uma única frase que resuma o que aprenderam com essa lição. Como aplicaram o que aprenderam durante a semana?
  • Convide um rapaz para vir à frente da sala. Demonstre o que é um convênio, fazendo uma promessa simples para ele em troca de uma ação simples da parte dele (por exemplo, prometa dar-lhe uma pequena recompensa se ele citar uma regra de fé). Permita que o rapaz conclua a ação, se ele aceitar, e cumpra sua promessa também. Ajude os rapazes a definir convênio (ver o terceiro parágrafo do discurso do Presidente Russell M. Nelson, “Convênios”), e peça a eles que que expliquem como esse exemplo tem semelhanças e diferenças em relação aos convênios que fazemos com Deus. 

Aprender juntos

Cada uma das atividades abaixo vai ajudar os membros do quórum a compreender por que fazemos convênios. Seguindo a orientação do Espírito, selecione uma ou mais atividades que melhor funcionem em seu quórum:

  • Peça a um membro do quórum que ensine uma parte desta lição. Ele poderia fazer isso como parte de seu plano do Dever para com Deus de aprender e ensinar sobre convênios e ordenanças (ver “Entender a Doutrina”, página 18, 42 ou 66).
  • Peça aos rapazes que imaginem que estão tentando ajudar um amigo de outra religião a compreender os convênios. Convide-os a estudar “Convênio” em Sempre Fiéis ou as escrituras listadas neste esboço e a preparar maneiras de explicar os convênios ao amigo. Peça que façam uma dramatização ensinando uns aos outros. Peça que incluam em sua explicação os motivos pelos quais os convênios são importantes para eles.
  • Convide os rapazes a pesquisar individualmente Mosias 5, marcar palavras ou frases que os tocaram sobre como fazer e guardar convênios. Peça que escrevam no quadro o que encontrarem. No quadro, escreva “Guardar meus convênios é importante porque ________.” Convide cada rapaz a completar a frase.
  • Mostre uma gravura do capitão Morôni levantando o estandarte da liberdade (ver o Livro de Gravuras do Evangelho, nº 79). Peça aos rapazes que identifiquem alguns dos detalhes da gravura e que contem brevemente o que a história relata (ver Alma 46:10–37). Que convênios os nefitas fizeram (ver versículos 20–22)? Por que o povo escolheu fazer esses convênios apesar do perigo que enfrentavam? Como o exemplo deles influenciou o resultado da batalha? Peça aos rapazes que façam uma lista dos convênios feitos por eles. Como esses convênios nos ajudam a sobrepujar desafios e tentações?
  • Em quórum, leiam, vejam ou ouçam a história do início do discurso do Élder D. Todd Christofferson “O Poder dos Convênios”. Como os convênios feitos por Pâmela a ajudaram a lidar com a tragédia que enfrentou? Designe cada rapaz a ler um dos tópicos restantes do discurso, procurando respostas para a pergunta “Como meus convênios podem me fortalecer e me proteger?” Peça aos rapazes que relatem o que encontraram. Convide os rapazes a debater situações específicas que poderão enfrentar durante a semana para as quais eles poderiam encontrar força em seus convênios.
  • Escreva no quadro as palavras “Convênios” e “Trabalho Missionário”. Convide cada rapaz a ler um tópico do artigo do Élder Jeffrey R. Holland “Guardar os Convênios: Uma Mensagem para os Que Vão Servir Missão”. Peça a eles que procurem a relação entre convênios e a obra missionária. Convide os rapazes a relatar uns aos outros o que aprenderam com a mensagem do Élder Holland. Como o conselho dele afeta o que eles farão ao se prepararem para servir missão de tempo integral?

Convide os rapazes a compartilhar o que aprenderam hoje. Eles entendem melhor os convênios? Quais são os sentimentos ou as impressões que eles têm? Eles têm mais alguma pergunta? Seria útil passar mais tempo discutindo essa doutrina?

Convidar a agir

O rapaz que está dirigindo encerra a reunião. Ele pode:

  • Compartilhar o que significa para ele fazer um convênio.
  • Incentivar os outros membros do quórum a compartilhar suas impressões sobre o que aprenderam com um membro da família.