As barras de menu do LDS.org mudaram. Saiba mais. fecha
Pular para a Navegação Principal
  • Imprimir

Quais são as funções do Espírito Santo?

O Espírito Santo, um membro da Trindade, presta testemunho do Pai Celestial e de Jesus Cristo. Ele é a fonte do testemunho pessoal e da revelação. Ele pode guiar-nos em nossas decisões e proteger-nos de perigos físicos e espirituais. Ele é conhecido como o Consolador e pode acalmar nossos temores e encher-nos de esperança. Por meio de seu poder, seremos santificados se nos arrependermos, recebermos as ordenanças salvadoras e cumprirmos nossos convênios. É por meio da influência do Espírito Santo que recebemos o conhecimento do Pai Celestial e de Jesus Cristo e sentimos Seu poder, Sua bondade e Seu amor.

Preparar-se espiritualmente

Que escrituras e recursos vão ajudar as moças a compreender o papel do Espírito Santo?

I Reis 19:11–12; Helamã 5:30; D&C 85:6 (O Espírito Santo fala em uma voz mansa e delicada)

João 14:26 (O Consolador pode ensinar-nos e trazer todas as coisas a nossa lembrança)

Romanos 8:16 (O Espírito presta testemunho de que somos filhos de Deus)

Gálatas 5:22–23 (Paulo descreve o fruto do Espírito)

2 Néfi 32:5: (O Espírito Santo vai mostrar-nos o que devemos fazer

3 Néfi 27:20 (O recebimento do Espírito Santo santifica-nos)

Morôni 8:26 (O Espírito Santo enche-nos de esperança e amor)

Morôni 10:5 (O Espírito Santo nos ensina a verdade)

D&C 42:17; Moisés 1:24 (O Espírito Santo presta testemunho do pai e do filho)

Robert D. Hales, “O Espírito Santo”, A Liahona, maio de 2016, p. 105

Larry H. Lawrence, “Que Me Falta Ainda?”, A Liahona, novembro de 2015, p. 35

Henry B. Eyring, “O Espírito Santo Como Seu Companheiro”, A Liahona, novembro de 2015, p. 104

Papéis do Espírito Santo”, Sempre Fiéis, 2004, p. 74

Vídeo: “A Voz do Espírito”

Compartilhar experiências

No início de cada aula, convide as moças a compartilhar, ensinar e testificar sobre as experiências que tiveram ao aplicar o que aprenderam na lição da semana anterior. Isso vai incentivar a conversão pessoal e ajudar as moças a ver a importância do evangelho em sua vida diária.

Apresentar a doutrina

Escolha dentre as ideias a seguir, ou crie sua própria, para apresentar a lição desta semana:

  • Convide as moças a escrever sobre uma época em que sentiram a influência do Espírito Santo em sua vida. O que fizeram para receber sua influência? Que diferença Sua influência fez? Se for adequado, peça que várias delas compartilhem suas experiências.
  • Convide as moças a cantar “Santo Espírito de Deus” (Hinos, nº 80) e a compartilhar o que as palavras lhes ensinam sobre o papel do Espírito Santo.

Aprender juntos

Cada uma das atividades abaixo vai ajudar as moças a entenderem o propósito do Espírito Santo. Seguindo a orientação do Espírito, selecione uma ou mais delas que melhor funcionem em sua classe:

  • Divida as moças em grupos e peça a cada grupo que estude uma seção do discurso do Presidente Henry B. Eyring “O Espírito Santo Como Seu Companheiro” ou do discurso do Élder Robert D. Hales “O Espírito Santo”. Peça a cada grupo que compartilhe com a classe o que aprendeu sobre o Espírito Santo. Convide as moças a compartilhar experiências em que o Espírito Santo as ajudou ou quando se sentiram gratas por Sua companhia.
  • Convide as moças a procurar no hinário o índice de “Assuntos” no tópico “Oração e Súplica” um hino que ensina sobre como o Espírito Santo pode ajudar-nos. Peça-lhes para compartilhar as linhas dos hinos que escolheram. Considere a possibilidade de cantarem um dos hinos como classe.
  • Divida as moças em pequenos grupos. Peça a cada grupo que leia algumas escrituras sobre o Espírito Santo (tais como aquelas sugeridas neste esboço). Convide uma jovem de cada grupo para compartilhar com o restante da classe o que as escrituras do grupo ensinam sobre o papel do Espírito Santo. Convide as moças a compartilhar experiências pessoais que tiveram nas quais o Espírito Santo as ajudou em qualquer uma dessas maneiras.
  • Mostre o vídeo “A Voz do Espírito”, e peça a elas que identifiquem respostas para as seguintes perguntas: Por que precisamos do Espírito Santo? Como o Espírito Santo pode nos ajudar? Compartilhe experiências adequadas que você teve ao ouvir o Espírito Santo e convide as moças a compartilhar quaisquer experiências que tiveram. As moças também podem procurar exemplos no discurso “Que Me Falta Ainda?”, do Élder Larry H. Lawrence, de como o Espírito Santo pode nos ajudar. Como classe, façam uma lista das coisas que podem fazer para melhor ouvir os sussurros do Espírito Santo.
  • Convide as moças a ler “Papéis do Espírito Santo” em Sempre Fiéis (p. 74). Peça a cada moça para selecionar um dos papéis do Espírito Santo e procure as escrituras ou histórias das escrituras que ensinam sobre esse papel. Convide as moças a compartilhar com as outras o que elas encontrarem. Incentive-as a compartilhar experiências em que o Espírito Santo as ajudou dessas maneiras. Quais são algumas situações futuras em que precisarão da ajuda do Espírito Santo?
  • Encontre histórias de discursos recentes da conferência geral que ilustram os vários papéis do Espírito Santo. (Alguns exemplos de A Liahona de maio de 2015 incluem as histórias que o Presidente Henry B. Eyring contou sobre consolar uma família enlutada em “O Consolador”, p. 19, e o homem que tinha câncer em “O Sacerdócio e a Oração Pessoal”, p. 87). Convide cada moça a ler uma das histórias, contá-la à classe em suas próprias palavras e identificar qual o papel do Espírito Santo nessa história. Incentive as moças a compartilhar suas próprias experiências em que o Espírito Santo as ajudou em qualquer uma dessas maneiras.

Peça às moças que relatem o que aprenderam hoje. Quais são os sentimentos ou as impressões que elas têm? Eles compreendem o papel do Espírito Santo? Elas têm mais alguma pergunta? Seria útil passar mais tempo discutindo essa doutrina?

Viver o que aprendemos

Convide as moças a refletir sobre como viverão aquilo que aprenderam hoje. Por exemplo, elas poderiam:

  • Determinar uma maneira pela qual podem se preparar melhor para ouvir a voz mansa e delicada do Espírito Santo.
  • Escrever e agir de acordo com as impressões que receberem do Espírito Santo, durante a semana.