Mensagem das Professoras Visitantes

A Missão Divina de Jesus Cristo: Consolador

Ouvir Baixar Imprimir Compartilhar

Em espírito de oração, estude este artigo e decida o que compartilhar. De que modo a compreensão da vida e missão do Salvador aumentará sua fé Nele e abençoará as pessoas sob sua responsabilidade como professora visitante? Acesse reliefsociety.LDS.org para mais informações.

Esta mensagem faz parte de uma série de Mensagens das Professoras Visitantes que abordam alguns aspectos da missão do Salvador.

Ilustração fotográfica: Sarah Carabine Jenson

Jesus prometeu: “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós” (João 14:18). Ele nos dará “glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza” (Isaías 61:3). Por ter sofrido a Expiação por nós, individualmente, Cristo não nos esquecerá. “Nosso Salvador tomou sobre Si (…) nossas dores, nossos sofrimentos e nossas aflições, para que pudesse saber como nos sentimos e como nos consolar”, disse Linda S. Reeves, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro.1

O fato de sabermos que Cristo vai nos consolar nos proporciona paz e nos inspira a seguir Seu exemplo ministrando aos outros. O Presidente Thomas S. Monson afirmou: “Nosso conhecimento do evangelho e nosso amor pelo Pai Celestial e por nosso Salvador vão consolar-nos e dar-nos alento e alegria ao coração, se andarmos em retidão e guardarmos os mandamentos. Não haverá nada neste mundo que possa nos derrotar”.2

De Nossa História

Elaine L. Jack, a décima segunda presidente geral da Sociedade de Socorro, disse: “No trabalho das professoras visitantes, estendemos a mão umas às outras. As mãos falam coisas que as palavras não conseguem transmitir. Um abraço caloroso transmite muitas coisas. Sentimo-nos unidas quando rimos juntas. Sentimos a alma renovar quando partilhamos momentos juntas. Nem sempre podemos levar o fardo de uma irmã que está aflita, mas podemos erguê-la para que ela consiga suportá-lo bem”.3

Nossas irmãs pioneiras da Sociedade de Socorro “encontraram força espiritual no amor e na compaixão umas das outras. (…) Ao sofrerem provações de enfermidade e morte, elas oraram com fé umas pelas outras e consolaram-se mutuamente. ‘O amor de Deus fluía de um coração para outro’, escreveu Helen Mar Whitney, ‘até que o maligno parecia incapaz de interpor-se entre nós e o Senhor, e seus dardos cruéis, em algumas ocasiões, perdiam o aguilhão’”.4

Pense no seguinte:

Como o fato de saber que o Senhor Se lembra de você lhe proporciona consolo?

Exibir Referências

    Notas

  1.   1.

    Linda S. Reeves, “O Senhor Não Se Esqueceu de Vocês”, A Liahona, novembro de 2012, p. 118.

  2.   2.

    Thomas S. Monson, “Tenham Bom Ânimo”, A Liahona, maio de 2009, p. 89.

  3.   3.

    Elaine L. Jack, em Filhas em Meu Reino: A História e o Trabalho da Sociedade de Socorro, 2011, p. 131.

  4.   4.

    Filhas em Meu Reino, p. 36.